"...a oportunidade de sentir o pulso e de experienciar a prática jurídica numa das mais importantes capitais financeiras mundiais"

Joao Louro e Costa

Asociado Principal

Slaughter and May

Londres

De setembro de 2015 a março de 2016, estive em secondment no escritório da Slaughter and May, na City de Londres. Sentado de novo à secretária, no escritório de Lisboa, recordo já com saudade os seis meses passados em Londres, repletos de desafios e oportunidades.

Ao cabo de sete anos no escritório de Lisboa, a mudança para Londres representou o abandonar da minha zona de conforto e a oportunidade de sentir o pulso e de experienciar a prática jurídica numa das mais importantes capitais financeiras mundiais. E a experiência na Slaughter and May não poderia ter sido mais rica.

Integrado num dos grupos de corporate do escritório, tive oportunidade de trabalhar em temas tão diversos como operações de M&A no Reino Unido, na estruturação de produtos financeiros complexos, em takeovers transfronteiriços − em articulação com os Best Friends De Brauw, Blackstone, Westbroek e Hengeler Mueller −, num litígio que opôs o Banco Santander Totta a empresas de transporte portuguesas no Commercial Court de Londres, entre outros. Temas que me permitiram absorver em primeira mão a forma como a Slaughter and May gere grandes projetos, com grandes equipas multidisciplinares e multijurisdicionais, e a forma como fideliza os clientes, através de uma relação de proximidade cimentada num profundo conhecimento do negócio dos clientes. Sem dúvida, um privilégio, possível apenas dada a cultura de transparência e partilha de conhecimento com os visiting lawyers, muito própria da Slaughter and May.

A acrescentar a isto, a constante disponibilidade e facilidade de trato dos elementos da equipa que me acolheu, dos associados mais jovens aos sócios, fez com que me sentisse em casa e perfeitamente integrado desde muito cedo.  

No fim, regressei a casa com novos amigos, que conto guardar por muitos e bons anos, tanto do escritório da Uría Menéndez − sempre presente e atento −, como da Slaughter and May. Em particular, advogados de outros escritórios e nacionalidades (Itália, Alemanha, Noruega, Austrália, Índia, Japão, Rússia), também eles visiting lawyers inseridos no mesmo programa de intercâmbio, com quem comecei por frequentar as excelentes sessões de formação ministradas pela Slaughter and May − em Direito e negócio − e com quem acabei por conhecer os fantásticos restaurantes, espetáculos e exposições que Londres tem para oferecer.

Testemunho de quando esteve em Londres (Setembro 2015 - Março 2016)